Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

16
Fev18

Resenha da 2ª Temporada da Série "The Walking Dead"

João Jesus e Luís Jesus

Walking-Dead_510.jpg

Hoje trago a resenha de outra temporada de uma outra série que também estou a acompanhar.

Esta série é uma das mais famosas na actualidade e uma das mais vistas. Decidi assistir a esta famosa série devido à grande "seca" que estou apanhar na sétima temporada de "Supernatural", outra série que adoro, mas esta temporada está a ser fraquinha.

"The Walking Dead" é uma série que quase toda a gente deve ter ouvido falar. Esta série é focada num grupo de sobreviventes ao apocalipse zombie que destrui quase por completo o planeta inteiro.

Gostei muito desta temporada, teve muitos momentos marcantes e a entrada de personagens maravilhosas e torço para que nenhuma delas morra.

Recomendo muito esta série apenas para pessoas que não tenham um certo nojo de ver um tipo de monstros a devorar pessoas, onde se vê imenso sangue e etc...

A segunda temporada inicia-se com o grupo de Rick constítuido por Daryl Dixon, Lori, Carl, Andrea, Carol, T-Dog, Shane, Carol, Sophia, Glenn e Dale a fugir de uma terrível explosão no CCD, onde lá ficaram alguns dos seus amigos que não aguentavam mais fugir.

Eles ficam sem rumo e decidem partir para Fort Benning, onde acham que é seguro. Eles vão pela Interestadual 85, onde existe um enorme número de carros destruídos e gente morta.

Enquanto procuram comida e outras coisas úteis, o grupo dá conta que um enorme grupo de "walkers" (zombies) se aproxima. Eles escondem-se rapidamente em baixo de alguns carros e esperam que o grupo passa.

Tudo corre bem, excepto T-Dog que faz um corte enorme no braço e tem uma hemorragia enorme. O grupo de "walkers" afasta-se e Sophia sai de debaixo do carro, mas um walker aparece e Sofia corre para a floresta aos gritos, atraindo alguns walkers que ficaram para trás.

Rick corre atrás de Sophia para a tentar salvar e pede que esta se esconda num sítio que ele indica até ele voltar. Ele vai atrás dos walkers com a intenção de os matar, enquanto Sophia fica escondida, mas esta desobedece à ordem e sai do esconderijo.

Shane está muito alterado nesta temporada. Ele guarda uma fúria enorme dentro de si, devido a Rick, que voltou e fez com que Lori e Carl já não lhe dessem tanta atenção. Shane convence-se que deve matar Rick, para ficar com Lori de volta.

Sophia desaparece e o grupo organiza várias buscas por ela na floresta todos os dias e Daryl participa em todas, pois quer muito encontrar a menina devido a vários episódios parecidos da sua infância. 

Mas numa das buscas, Carl é alvejado sem querer por Otis, que caçava um veado. Rick, Shane e Otis tentam salvar Carl, levando-o para uma quinta próxima sem walkers, onde Otis vive com mais alguns sobreviventes.

O que irá acontecer? Estará tudo bem com Sophia? Conseguirão salvar Carl? Shane conseguirá concretizar o seu desejo obscuro?

Esta temporada é simplesmente fantástica e a entrada das novas personagens é muito boa! Adorei!

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

15
Fev18

Resenha da 1ª Temporada da Série "Riverdale"

João Jesus e Luís Jesus

riverdale-poster.png

Eu estava muito curioso em relação a uma série que está a ganhar popularidade este ano. 

Essa série é uma adaptação, porém muito diferente, das bandas desenhadas e desenhos animados de "Archie Comics", que falam sobre um menino ruivo, Archie,  e as suas aventuras com os seus amigos.

A série chama-se "Riverdale" e certamente, já devem ter ouvido falar. Esta série este a tornar-se muito popular este ano, com a sua segunda temporada.

Eu adorei a série! Comecei a assistir pois uma prima minha adora e pediu-me muito para ver pelo menos o piloto. Eu assisti e viciei completamente.

Gostei muito da 1ª temporada e a segunda também não está nada má. "Riverdale" é muito diferente das bandas desenhadas, pois a série adquiriu um tom mais sombrio, com temas realistas sobre a vida adolescente.

Gostei e sugiro que assistam a série, pois é muito interessante e divertida. Tem momentos para tudo e faz-nos pensar em várias coisas e suspeitar de todas as pessoas.

A história da 1ª Temporada de "Riverdale" é sobre uma morte misterioso na pequena cidade de Riverdale. Supostamente, Riverdale é uma daquelas cidades onde tudo parece maravilhoso, mas por debaixo da capa esconde muitas mentiras e guerras.

Riverdale é assombrada pela misteriosa morte de Jason Blossom no dia 4 de maio. Jason é o filho da família mais poderosa da cidade, os Blossom que são conhecidos pelo seu xarope de ácer. 

Cheryl Blossom, irmã gémea de Jason, conta que eles foram passear nesse dia pelo Sweetwater River num barco e que de repente, este virou e os dois irmãos perderam-se nas águas.

A polícia varre o rio inteiro e não encontra absolutamente nada e dão-o como morto.

Toda a Riverdale é marcada por esta morte e no primeiro dia de escola. Archie Andrews, um rapaz de cabelos ruivos, prepara-se para entrar no curso de música, uma paixão que adquiriu no verão. 

A sua melhor amiga, Betty Cooper, tem como objetivo conquistar Archie com a ajuda do seu melhor amigo gay, Kevin. 

Mas, uma nova rapariga chega à cidade, Veronica Lodge, filha de um empresário rico, Hiram Lodge, que foi preso. Veronica muda-se para um hotel em Riverdale, com a sua mãe, Hermione. 

Veronica fica encarregue de buscar o jantar no "Pop's", um famoso restaurante em Riverdale conhecido pelos seus batidos deliciosos e hambúrgueres. Nesse momento, Veronica conhece Archie e Betty, que jantam no restaurante. Betty preparava-se para se declarar a Archie, mas este fica hipnotizado por Veronica e ela desiste dessa ideia.

No dia seguinte, Betty e Veronica inscrevem-se para a claque da escola e preparam-se para fazer uma demonstração das suas habilidades a Cheryl, a líder da claque. Mas Cheryl é conhecida na escola por ser uma cobra e rejeita Betty para a claque e aceita Veronica.

Mas Veronica fica indignada e começa uma luta com Cheryl e obriga-a a aceitar Betty na claque, pois Betty já tinha concorrido imensas vezes mas Cheryl recusava-a sempre.

Cheryl é obrigada a aceitar e Betty e Veronica tornam-se melhores amigas.

Archie tenta entrar no curso de música, mas é recusado, pois a sua professora teve um caso com ele no Verão e recusa começar um de novo. 

Porém, a escola recebe a notícia que o Baile de Boas-Vindas foi cancelado devido à morte de Jason, mas Cheryl convence o diretor a não cancelar a festa e transformá-la numa festa em honra de Jason. O diretor aceita o pedido. 

A festa começa e é aqui que conhecemos Jughead Jones, o narrador da série. Ele era o melhor amigo de Archie mas estes tiveram uma zanga no Verão. Archie quer voltar a ser amigo de Jughead e os dois tentam começar de novo.

Depois da festa, Cheryl convida todos da escola para casa dela para um jogo, onde ela deseja formar confusão entre Betty e Archie. Cheryl desafia Archie e Veronica a ficarem num armário, trancados por alguns minutos para supostamente, eles traírem Betty.

No final dos minutos, Veronica beija Archie e Betty descobre, fugindo para casa. 

Ao final da noite, Kevin e Moose, um rapaz do futebol, vão para o Sweetwater River supostamente para ter diversão no rio, mas descobrem o corpo de Jason a flutuar na água com uma marca de bala na cabeça.

E é aí que começa todo o enredo da série, que gira em volta deste crime e todos são suspeitos. Recomendo imenso!

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

18
Jan18

Resenha da 1ª Temporada da Série "The Walking Dead"

João Jesus e Luís Jesus

the-walking-dead-poster.jpg

Hoje trago a resenha da primeira temporada de uma das série mais faladas do momento.

Confesso que já fui grande fã do seu spinn-off, "Fear The Walking Dead", mas começou a ser tão repetitivo, tão maçador que deixei de ver.

Mas agora, devido a uma série de jogos da Telltale Games (Para quem não conhece, esta companhia produz jogos de point-and-click, jogos em que tu decides o rumo da tua história. Sou um grande fã!) com o mesmo nome da série: "The Walking Dead".

Como a última temporada do jogo, sim porque os jogos de point-and-click são divididos em temporadas, ainda não saiu, resolvi atrever-me a ver outra vez o primeiro episódio da série "The Walking Dead", porque eu já tinha visto uma vez o primeiro episódio mas foi há muito tempo.

Conclusão: adorei! Fiquei completamente preso à série e em dois dias acabei a primeira temporada, de apenas seis episódios. Não tem quase nada de parecido com o início da série "Fear The Walking Dead".

Recomendo muito, mas tenham cuidado, pois existem cenas que são quase para vomitar.

A série começa com Rick numa gasolineira à procura de combustível. Estão muitos carros parados e atravessados nos caminhos e vê-se um grande rasto de destruição. 

Ele não encontra combustível e quando se prepara para se ir embora, vê uma criança com um urso de peluche na mão e a fugir dele. Ele chama por ela e quando ela se vira, ele repara que ela é um zombie. 

Para a matar, ele dá-lhe um tiro na cabeça.

A cena muda e deparamo-nos com Rick e o seu amigo Shane no carro da políca, pois ambos trabalham lá. Eles estão a almoçar e a falar sobre mulheres e é aí que recebem um aviso que dois homens estão em fuga.

Eles conseguem chegar a tempo à estrada onde os dois homens se preparam para ir e conseguem fazer com que o carro pare.

Os dois homens começam um tiroteio entre a polícia e eles. Rick consegue alvejar os dois com ajuda de Shane e os seus colegas, mas de repente aparece um terceiro homem que o alveja. Rick desmaia.

Passado algum tempo, Rick acorda na cama do hospital, passado muito tempo desde o acidente. Ele esteve em coma.

Ele chama por ajuda mas ninguém o ouve. Ele levanta-se da cama e quando sai do quarto depara-se com uma enorme destruição no hospital e muito silêncio.

Ele tenta sair do hospital, mas depara-se com um aviso estranho numa porta que diz que tem mortos dentro e para não abrir. Ele vê umas mãos estranhas e ouve grunhidos.

Ele foge para o exterior e aí descobre que quase todos estão mortos e que existem umas criaturas estranhas a que chamam "walkers" que comem as pessoas. Rick decide que tem de encontrar a sua mulher e o seu filho o mais cedo possível.

Uma coisa onde fiquei surpreso foi que os zombies são caracterizados como lentos, estúpidos e essas coisas assim, mas em "The Walking Dead" eles correm e até lançam pedras aos vidros das lojas.

Mas mesmo assim, recomendo muito esta série, pois até é interessante.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

05
Dez17

Resenha da Sexta Temporada da Série "Supernatural"

João Jesus e Luís Jesus

Promo_pic_season_6.jpg

Demorou mas consegui!

Para quem não sabe, tenho vindo a acompanhar esta série com vocês por perto. 

Nas férias, comecei a ver uma série chamada "Supernatural", uma série muito bem aclamada nos Estados Unidos. Em pouco tempo vi seis temporadas, até que o pior inimigo de alguém que adora ver filmes, ler e assistir séries, chegou.

A escola! Porquê? 

Demorou cerca de quatro meses para assistir a uma temporada de vinte e dois episódios! Porquê? Porque no nono ano são imensos os trabalhos de casa, testes e tanta, tanta coisa que mal se tem tempo para outras coisas!

Mas pronto, consegui, finalmente, assistir à sexta temporada da fantástica série "Supernatural".

Foi uma temporada fantástica, mas não gostei muito do seu início, devido ao regresso de certas personagens da série, nomeadamente o avô dos irmãos Winchester, o Samuel Campbell.

Detesto o homem! Nunca gostei dele! Fiquei tão feliz quando ele foi desta para melhor outra vez! 

Foi uma temporada muito divertida de se assistir! Episódios divertidos, uma trama encantadora e o fim desta, foi fantástico mas ao mesmo tempo revoltante.

Continuo a recomendar muito esta série para quem gosta de série de fantasia.

Na quinta temporada, Sam conseguiu prender Lúcifer e ao mesmo tempo o arcanjo Miguel no Inferno. Sam aceitou que Lúcifer entrasse no seu corpo e depois, este atirou-se a si e ao malvado diabo para o Inferno, levando ao mesmo tempo Miguel.

Dean desistiu de tentar trazer Sam de volta e recomeçou uma vida normal junto de Lisa e Ben. Passou-se algum tempo e Dean não tem notícias nem de Bobby, nem de Castiel, que retornou ao Céu, para tentar manter a ordem.

Um dia, Dean é surpreendido por um monstro e é salvo por Sam.

Dean não sabe como Sam saiu do Inferno. Sam não se lembra de nada e parece diferente.

Eles retornam à vida de caçadores e contactam Castiel, para este lhes contar o que aconteceu com Sam, mas este não sabe quem o tirou do Inferno.

Sam conta a Dean que o seu avó, Samuel, também voltou à vida. 

Sam e Dean encontram-se com Sam, que reuniu os restantes Campbell para umas grandes caçadas. 

Eles descobrem que existe um grande covil de vampiros que aumenta cada vez mais. Eles exploram o covil e nos próximos episódios, Sam e Dean descobrem que existe um Alfa Vampiro que diz ter grandes planos para os Winchester.

Mas Dean nota que Sam está diferente. Ele parece não se importar com absolutamente nada e está cada vez mais, um melhor caçador.

Dean convoca Castiel e este descobre que Sam não tem alma e esta ficou na jaula com Lúcifer e Miguel, porém, Castiel não a quer recuperar, pois a alma tem consigo as memórias do tempo que este passou com eles na jaula e isso poderia matar Sam. 

Durante a temporada, Dean consegue recuperar a alma de Sam, mas este não a quer receber e vai tentar fazer tudo para não voltar a ter uma alma, pois acredita que isso o deixa fraco.

Mas o grande mistério da temporada é que muitos monstros estão a aparecer na Terra e Crowley quer caçar os monstros mais poderosos de todos para supostamente ter as suas almas para fazer algo muito importante.

Esta temporada foi muito misteriosa, mas muito boa! O fim deixou-me muito furioso!

Recomendo muito esta série.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

09
Set17

Resenha da 5ª Temporada de "Supernatural"

João Jesus e Luís Jesus

Supernatural_S5_Poster_01.jpg

 A quarta temporada acabou muito bem, no meu ponto de vista! Mas começou a quinta temporada muito mal para Sam e Dean Winchester! 

A quarta temporada foi uma temporada fantástica, cheia de mistérios e novas criaturas. Mas a quinta, também é muito boa!

Adorei esta temporada, mas teve alguns episódios que achei estranhos, pois esta temporada foca-se no Apocalipse e existem episódios fechados que eles não dão a mínima para isso e nem se nota que o mundo está a chegar ao fim.

A quinta temporada introduziu novas perosnagens, como o demónio Crowley e Lúcifer. Gostei muito de ambos! 

Esta temporada fecha o arco principal da história, pois Eric Kripke (o criador da série), planeou a série para apenas cinco temporadas e decidiu terminar a história principal nesta temporada. Mas a série teve um aumento de espectadores e então a CW (canal responsável por emitir a série) renovou a série para mais uma temporada. Mas Eric Kripke saiu do seu cargo e até agora, apenas ajuda um pouco na escrita e direção de alguns episódios.

Esta temporada começou com o ínicio do Apocalipse. Os anjos enganaram os Winchester. Estes queriam começar o apocalipse para limpar o mundo dos humanos e ter uma população divina, em que Deus só os pudesse adorar a eles, pois Deus preferia os humanos aos anjos.

Sam ficou viciado no sangue de demónio por causa de Ruby, e esta enganou-o. Ruby apoiava Lúcifer e mentiu a Sam, que se matasse Lilith, os selos não poderiam ser quebrados.

Sam mata Lilith e quebra o último selo da jaula de Lúcifer. Ao acontecer isso, o Apocalipse começa.

Dean e Sam ficam presos na sala onde Lúcifer se começa a erguer e de repente, estão num avião, um pouco longe do sítio onde estavam.

Dean está zangado com Sam por este não lhe ter dado ouvidos à cerca de Ruby. A relação entre os irmãos fica muito má.

Eles vão ter com o profeta Chuck, para tentar saber alguma coisa sobre Castiel, que desapareceu depois de avisar Dean que os anjos queriam o Apocalipse.

Chuck conta que Castiel foi morto por ter traído os anjos, mas não pode dizer muito mais, pois está a ser vigiado pelos anjos. 

Para não correrem riscos, Chuck envia uma fã dos livros "Supernatural", chamada Becky, que conta aos irmão que os anjos estão à procura da espada de Miguel, a única coisa que pode matar Lúcifer. Becky conta que Chuck ouviu uma pista sobre a localização da espada.

Sam e Dean tentam descodificar a pista, mas dão de caras com Meg, que possuiu Bobby. Bobby consegue controlar o corpo por uns segundos e esfaqueia-se, fazendo Meg sair do seu corpo. Os irmãos conseguem descodificar a pista e descobrem a localização secreta.

Sam e Dean partem para essa localização, mas são surpreendidos por Zacarias. Estes fez Chuck ver essa localização para os irmãos se encontrarem com ele. 

Zacarias explica que a espada de Miguel está em Dean e que este precisa dizer "Sim" a Miguel, para este o possuir e matar Lúcifer. Dean recusa e Zacarias ameaça matar Sam e então, começa a torturar os irmãos.

Castiel aparece milagrosamente e confronta Zacarias, revelando que Deus o ressuscitou e que também colocou os irmãos naquele avião. Zacarias desaparece e Castiel faz uma espécie de feitiço nos dois irmãos, colocando umas runas nas suas costelas, que os protege dos anjos e assim estes, não os conseguem localizar.

Bobby está no hospital e revela aos irmão que ficou com lesões muito graves, ficando numa cadeira de rodas.

Sam e Dean concordam que já não podem confiar muito um no outro e separam-se.

Lúcifer está em busca do seu recepiente, que é Sam, mas como Lúcifer ainda é um anjo, precisa que Sam diga "Sim". Em vez disso, Lúcifer arranja um recepiente temporário, num homem chamado Nick, mas como não é o recepiente destinado, este começa a deteriorar-se com o tempo.

Será que os irmãos conseguirão parar o Apocalipse e matar Lúcifer?

Esta temporada é muito boa! Adorei! Tem episódios muito divertidos e como tudo, alguns muito aborrecidos.

 

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL