Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

01
Out17

"À Tua Espera"

João Jesus e Luís Jesus

cafe-2627635_1920.jpg

Jo tinha acabado de pedir um café. 

Sentou-se numa cadeira da esplanada e colocou de novo os óculos de sol na cara. Estava um belo dia em Paris. 

As pessoas passavam com baguetes e com as crianças. Estava mesmo um belo dia.

Jo olhou para o telemóvel. Não tinha recebido nenhuma mensagem. Devia estar a chegar.

- O seu café, minha senhora. - Disse o garçon, num francês muito requintado

- Merci. - Respondeu ela, dando o dinheiro

O garçon aceitou o dinheiro certo e colocou na sua bolsinha. Sorriu e despediu-se.

Jo olhou para o seu relógio de pulso, que lhe fora oferecido. Eram quase sete horas da tarde.

Deu um gole no café escaldante. Ele já devia ter chegado.

Terminou o café e olhou em volta. Será que ele estava a chegar?

- Ainda bem que cheguei! - Disse uma voz, atrás dela

Jo virou-se imediatamente e viu a cara que ela mais amava. 

- Pai! - Levantou-se e abraçou-o

Ele deu uma risada.

- Estava a ver que nunca mais chegava! - Disse ela com um grande sorriso

- Perdi-me nas ruas e tive de pedir ajuda. Mas consegui! - Respondeu ele com um sorriso

Ele sentou-se na cadeira à frente dela e fez sinal ao garçom.

- Isto aqui é mesmo bonito! - Suspirou ele - A mãe ia gostar.

Jo sentiu um pouco de tristeza. A mão tinha partido há cerca de quatro anos. 

- É verdade. - Concordou

O garçom chegou com o café e ele pagou imediatamente, oferecendo gorjeta. O garçom sorriu outra vez e desapareceu.

- Tinha tantas saudades suas. - Suspirou Jo - Mesmo muitas.

- Podias ir sempre visitar-me. Estou sempre de portas abertas. - Respondeu ele

Há muito que o seu pai ansiava para que Jo vivesse com ele.

- Oh pai, você bem sabe que a minha vida está aqui. Não posso ir embora de Paris. - Respondeu ela

- Claro, claro. Eu entendo. - Disse ele, com um pouco de desapontamento - Contudo, estarei sempre à tua espera. 

Ela sorriu e reparou que o café estava a fechar.

- Bem, acho que é hora de irmos para minha casa. - Declarou

Ele levantou-se de imediato.

- Bem, então vamos. Temos umas longas férias pela frente.

Sorridente, ela abraçou o pai mais uma vez e partiram por entre as ruas francesas.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

04
Ago17

"Paris"

João Jesus e Luís Jesus

paris-1836415_1920.jpg

 

O avião aterra onde desejamos estar. 

Tu colocas os óculos de sol mal saímos deste. Reparas que eu olho para ti e fazes um sorriso enorme. Estás feliz. E nesse momento, tenho a sensação que serão umas férias fantásticas.

Chegamos ao hotel que tu escolheste. Tem uma vista muito boa! Abro a janela e olho para o horizonte, onde consigo avistar o topo da Torre Eiffel. Tinham razão, Paris tem uma atmosfera romântica.

Cheira a pão acabado de sair do forno, a doces, a flores e a amor. 

Acabamos por nos vestir e jantar num dos muitos restaurantes de Paris. Escolhemos uma refeição líndissima, cheia de sabores, mas só consigo saborear a cor dos teus olhos, sempre fixos em mim.

No dia seguinte, visito Versalhes, o Louvre e o Notre-Dame. Passeamos de mãos dadas e sempre com sorrisos na cara. 

No fim do dia, reparo que o pôr-do-sol está estupidamente belo. É a hora perfeita. 

Arrasto-te do hotel até ao ponto alto da nossa viagem. Para o monumento mais famoso, mais belo, mais tudo do mundo!

Subimos as escadas todas a pé, para conseguirmos ver a beleza do pôr-do-sol, cada vez mais a desaparecer.

Chegamos ao topo e apreciamos o sol a querer ir dormir, lá bem no fundo. Então, faço aquilo que já treinei inúmeras vezes.

Ajoelho-me mesmo à tua frente e faço o discurso mais piegas de toda a minha vida. As lágrimas de emoção começam a aparecer nos teus olhos. No fim, faço a tal pergunta, a que tu respondes com um beijo demorado.

Então, o sol desaparece e a luz da torre liga-se. E ficamos abraçados um ao outro...

 

Calor

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL