Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

02
Jan18

"Ano Novo"

João Jesus e Luís Jesus

celebration-3042641_1920.jpg

Da janela de sua casa, via o fogo de artíficio com o seu copo de cristal cheio do melhor champanhe.

Gostava de ver o fogo de artíficio desde que era criança. Porém, nestes últimos anos, o fogo parecia sem alegria, parecia sem vida.

Deu um gole no seu champanhe. Depois de a engulir esta queimava-lhe um pouco a garganta. Gostava muito de champanhe.

Viu as pessoas felizes lá fora, abraçadas com as suas roupas de inverno a verem o espetáculo. Estavam felizes, sentiam-se amados.

Saiu de perto da janela. Sabia que se visse mais, provavelmente choraria. As festas faziam esse efeito nela.

As pessoas não gostavam muito dela. Talvez por ser muito rica, as pessoas achavam que ela era convencida e que gostava de esfregar tudo o que tinha na cara dos outros.

Metade disso podia ser verdade. Mas havia uma coisa que ela adoraria esfregar na cara das pessoas, mas não a tinha. Uma família perfeita.

Já a tivera, mas depois daquela zanga nunca mais entrou em contacto com os seus irmãos e os seus pais. 

Mas agora sentia a sua falta. Queria compartilhar alegria com eles. Queria começar um novo ano com a sua família.

Bebeu o resto do champanhe e fez o seu desejo de ano novo. 

Apagou as luzes e saiu de casa, entrando no seu carro.

Tinha de realizar o seu desejo.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

25
Dez17

"Natal"

João Jesus e Luís Jesus

christmas-1899580_1920.jpg

Lembro-me quando acordava de manhã muito cedo, para ir ver os filmes que a televisão estava a transmitir. 

Era um dia especial. Era Natal. Era a melhor festa do ano para mim.

A manhã chegava ao fim e eu ainda de frente à televisão, a ver os filmes. A minha mãe estava aterefada com os doces, as comidas, as prendas e as decorações enquanto o meu pai organizava algumas coisas.

Esperava a tarde toda, pelo momento mais mágico do Natal. As prendas, claro, porque todas as crianças ficam assim no Natal.

Era tudo alegria, luzes a piscar e aquele ambiente doce e mágico no ar e aqueles cheiros que todos nós gostamos.

Olho para o presente e agora tenho receio de dizer isto em voz alta. Já não parece Natal. Não se vê a alegria de antigamente, os sabores e os cheiros nem são assim tão bons, estão sempre a transmitir os mesmos filmes na televisão...

E de repente, o Natal transformou-se num dia como todos os outros. Um dia normal. Acho que já ninguém sabe como viver o Natal! Acho que este perdeu toda a sua magia.

Mas não sei... Talvez seja apenas algum pensamento parvo.

Ou talvez seja porque cresci.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL