Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

05
Nov17

"Mundo a Arder"

João Jesus e Luís Jesus

fire-2777580_1920.jpg

 Com as suas patinhas pequeninas, correu o máximo que podia.

Atrás de si, o monstro vemelho e laranja, corria cada vez mais rápido. Com a sua enorme bocarra, devorava as árvores, a vegetação e até alguns dos seus amigos. 

Correu o máximo que podia. Tropeçava nas pedrinhas e nas ervas altas da floresta.

Só queria fugir dali. O mundo estava a arder! O monstro vermelho e laranja ia acabar com tudo.

Olhou para trás, o monstro parecia estar entretido com algo, estava atrasado. 

Subiu a um pinheiro enorme. Talvez o monstro tivesse medo dele, pois ele era muito alto e muito grosso. 

O monstro apercebeu-se do seu atraso e abrindo a boca, devorou mais algumas árvores. Estava perto dele! Tinha de fugir!

Manteve-se quieto em cima do pinheiro. Tinha de ter esperança que o monstro parasse quieto. 

O monstro olhou para cima. Viu o pequeno animalzinho. E de repente, com uma mordidela enorme, começou a devorar o seu pinheiro.

O animal respirou fundo e saltou para a próxima árvore e desceu para o chão. 

Estava sozinho! Todos na floresta já deviam estar mortos ou muito longe. 

Voltou a olhar para trás, para ver o monstro. Mas o que viu foi o seu pinheiro, o pinheiro alto e grosso, a cair em cima de si. 

Tentou fugir, mas não conseguiu. Sentia o seu pêlo a queimar, sentia as pernas a morrerem. 

Não gritou, não tentou fugir. Rendeu-se ao monstro vermelho e laranja. 

Este ao vê-lo, engoliu-o sem piedade.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

20
Out17

"Ninguém"

João Jesus e Luís Jesus

animal-2727117_1920.jpg

 As patas batiam na estrada molhada.

Mais um carro passava perto de si. Mais alguém que não se importava com ele.

Abandonado. Ali na estrada. Caminhava apenas sempre em frente, em espera que alguém o encontrasse.

Sentia o estômago roncar cada vez mais. Tinha frio. Estava cansado.

Queria uma casa. 

Queria alguém que lhe desse carinho, que se importasse com ele. Queria alguém que não fosse como o seu antigo dono.

Dono? Será que lhe podia chamar isso? Nunca gostara muito dele, mas nunca pensara que ele o deixaria ali, sozinho. 

Mais outro carro passava pela estrada. Viu uma menina pequena espreitar pela janela.

Parou e olhou para ela. Ela sorriu e acenou.

A sua cauda abanou um pouco. Queria estar com aquela menina!

Mas o carro não parou, continuou a andar, como todos os outros. 

Sentiu um frio enorme por dentro. Estava triste! Revoltado com o mundo.

Continuou a andar pela estrada, molhada, suja e vazia. 

Vazia como ele se sentia por dentro.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL