Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

04
Fev17

"Não te quero largar!"

João Jesus e Luís Jesus

animais

O dia chegou. Não estou pronto. Não quero fazer isto. Não posso. Porque é que não há outra maneira?
Quando chegaste a minha casa, naquele dia de chuva, nem podia imaginar os milagres que ias trazer. Chegaste à entrada da porta, toda molhada, com o pêlo no ar e a miar feita maluquinha.
Amei-te logo à primeira. Eras o meu anjo. Saltaste para o meu colo e começaste a ronronar. Tão bonita, indefesa, gordinha... E agora tinhas um lar e eras só minha.
Alimentava-te às escondidas. Dava-te comida do meu prato. Deixava-te dormir no sofá quente da sala. E éramos tão felizes!
Cresceste e ficaste jovem. Cada vez mais bela. Cada vez mais adulta, mas continuavas a ser a minha gatinha que entrou pela casa toda molhada.
Até que num dia de sol, te encontrei no jardim um pouco desvairada e sem saber de si. Chamei pelo teu nome e tu não reagiste. Parecias fora de ti. De repente, deste um solavanco, caíste no chão e começaste a espumar.
Fiquei tão alarmado que te levei depressa ao veterinário. Tinhas uma doença rara felina e restavam-te apenas poucos meses de vida e tinha de ser tudo muito controlado.
Tentei fazer dos teus últimos meses, os melhores da tua vida, mas estavas a começar a ficar tão cansada, que quase desisti. Mas nunca. Nunca desistia por tua causa. 
Continuei a tentar animar-te. Continuei a alimentar-te às escondidas. Continuei a amar-te.
Um dia pioraste muito e levei-te de emergência à doutora. O tempo estava a esgotar-se.
Infelizmente, a veterinária deu a notícia que estavas a sofrer imenso. Que tinhas de partir sem dor. E apenas tínhamos uma semana. Uma semana de choro e de últimos segundos.
Mimamos-te mais do que nunca. Beijamos-te mais do que nunca. E os dias estavam a acabar...
Procuramos esclarecer melhor os assuntos. Procuramos curas inexistentes. Não havia nada que te pudesse salvar.
O último dia chegou. Chorávamos mesmo sem querer. Não conseguíamos controlar-nos.
O veterinário quis fazer isso em casa. Para ficares mais à vontade.
Ficaste deitada na tua pequena caminha. Demos-te os últimos beijos, os últimos mimos. E a agulha entrou na tua patinha, deixando fim à tua vida.

assinatura-jj

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL

Ranking