Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

13
Set16

"Ini(amigas)"

João Jesus e Luís Jesus

Duda tinha acabado de pintar as unhas com as suas amigas. Elas estavam no bar dos alunos e divertiam-se a maquilhar-se e a dizer coisas más sobre os outros alunos.– E tipo, aquela anormal disse-me outra vez: “ Quem é que tu pensas que és?” – Imitou Duda– E o que é que fizeste? – Perguntou Miram, a sua melhor amiga– Eu dei-lhe uma boa estalada naquela cara que a pus a chorar em três tempos! Fácil! – Riu-se Duda, mostrando as suas unhas às amigasElas riram-se todas. Duda era uma rapariga mesmo parva que gostava de gozar com todos, principalmente os mais novos. Ela estava a falar de uma rapariga da primária a quem lhe roubou o dinheiro do almoço. A rapariga respondeu-lhe e foi para casa com as bochechas vermelhas.– É assim! Ninguém se mete aqui com a Duda! – Gritou elaToda a gente que estava no bar olharam para Duda. Eles odiavam-na! Ela já tinha feito o mesmo a quase toda a gente.De repente, Laura passou à frente da mesa de Duda e das amigas.– Lá vai o patinho feio! – Disseram todas em coroLaura ignorou e ajeitou os seus óculos verdes na cara. Ela era muito gozada por Duda, por causa da sua doença de pele e por usar óculos.– Não respondes Laurinha? Que má educação! – Exclamou DudaLaura continuou a andar.– E continua… Vais para onde? Para a Nerdolândia? – Perguntou Duda rindo-seLaura já não aguentava mais! Virou-se para trás e gritou!– Cala-te Duda! Ao menos ser feia e inteligente, do que bonita e burra como tu! Pra que serve ser bonita se não sabes fazer nada? – Gritou elaDuda levantou-se e caminhou vagarosamente até Laura. Laura encolhia-se à medida que Duda caminhava até ela.– O que é que tu disseste? – Disse DudaLaura não respondeu.– Responde-me ou juro que te parto esses teus óculos! – Continuou Duda– Nada. – Sussurrou LauraDuda riu-se e Laura ficou perplexa a olhar para ela.– Estás bem? – Perguntou Laura– Eu? Claro que sim querida! Mas tu não vais estar… – Disse elaDuda agarrou nos óculos de Laura e atirou-os ao chão, começando a saltar por cima deles. As amigas correram até Laura e começaram a tirar-lhe os livros das mãos e a rasga-los.– Parem com isso!- Gritava LauraElas continuavam a rasgar os seus livros e a estragar as suas roupas, óculos…Laura chorava desconsoladamente e conseguiu fugir a correr. Ela parou na sala de Biologia, que era uma estufa do lado de fora da escola. Tinham parado de dar lá aulas há muito tempo.Laura chorava ainda mais. De repente, apareceu o Molécula, um gato abandonado que morava na estufa. Laura cuidava dele e por ele estar na sala de biologia e ser muito pequeno, Laura chamou-lhe Molécula. Ele aproximou-se de Laura a ronronar e saltou para o seu colo.– Porque é que me tratam assim? – Chorava elaMolécula miava. Ele compreendia a dona. Laura continuou a chorar.

O dia começou e Laura já estava na escola a estudar para o teste de Matemática que ia ter na primeira aula. Estava um ambiente estranho na escola e Laura jurava que algo mau ia acontecer. Todos estavam calados e com caras felizes.

Laura ignorou e continuou a estudar. Se estavam felizes, devia ser algo bom, certo?

Estava quase a soar o toque de entrada, quando apareceu Duda. Laura estremeceu! Ela não a queria ver e apostava que Duda também não. Laura tinha feito queixa das atitudes de Duda ao diretor no dia anterior.

Mas Duda nem reparou em Laura e esta estava com uma cara triste.

De repente, Laura começou a ouvir burburinhos: “ Aleluia! Aquela triste vai-se embora de vez!”. Então Laura percebeu, Duda ia ser expulsa. Por isso a alegria de todos!

As amigas de Duda passaram na frente dela e não disseram nada, nem se sentaram com Duda.

Duda olhou para elas com cara de nojo e sussurrou: “Suas traidoras!”.

Então Laura levantou-se e foi até Duda.– Algum problema? – Perguntou ela baixinhoDuda olhou para Laura com os olhos a chisparem de raiva.– Algum problema? Muitos! – Disse ela- Queres que comece?Laura olhou para Duda.– Primeiro! Uma menina horrorosa decidiu ir ao diretor fazer queixinhas de mim e depois todos os alunos se reuniram e disseram o que eu já lhes fiz. Segundo! As minhas amigas admitiram tudo! São umas traidoras! Terceiro! Vou ser expulsa! – Gritou elaLaura digeriu tudo com atenção.– Olha Duda… Eu fiz queixa porque já não aguentava mais e os outros alunos aproveitaram. Acho que tiveste o merecido. Devias ser melhor com todos. Eu sei que tens alguém bondoso dentro de ti… – Continuou Laura– Cala-te! – Gritou Duda – Isso não é verdade!– Claro que é! – Disse Laura ainda mais altoDuda começou a chorar. Laura ficou perplexa, nunca a tinham visto a chorar.– Desculpa! – Gemeu Duda – Eu não queria que me odiassem. Eu fiz tudo sem pensar!Laura pousou a mão em cima da de Duda. Duda estremeceu ao sentir a mão de Laura, mas não a tirou.– Obrigada. – Sussurrou ela– Agora precisamos de fazer com que tu continues nesta escola! – Concluiu Laura– Ok! O que precisamos de fazer? – Perguntou DudaLaura explicou-lhe que ela tinha de pedir desculpas a todos e fazer alguma coisa por eles e depois falar com o diretor.Duda conseguiu pedir desculpas a todos e fez alguma coisa por eles sem reclamar. Por fim, foi com Laura até ao diretor e explicou o que se sucedeu.

O diretor ouviu com atenção e desculpou a Duda e retirou a expulsão. Duda ficou muito feliz e pediu desculpas por tudo o que fez a Laura e pagou-lhe os livros que lhe rasgou e um novo par de óculos. Laura abraçou-a e ficaram amigas.

Às vezes, os nossos inimigos podem acabar nossos amigos.

João Jesus escritor

4 comentários

Comentar post

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL

Ranking