Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

10
Jan17

"Amor estás aí?"

João Jesus e Luís Jesus

suicidio.jpg

Acordo depressa. Que raio de pesadelo! Detesto pesadelos! Principalmente este, que me anda a perseguir todas as noites! Odeio isto.

Olho em volta. Não se vê nada. O quarto está escuro como o breu. E no teu lado da cama, está apenas um monte de lençóis enroscados. Onde te meteste?

Levanto-me vagarosamente e ligo o candeeiro. Vejo os teus chinelos no mesmo sítio de sempre. Tu nunca andarias sem chinelos. Tu tens sempre aquela mania, que andar sem chinelos deixa marcas no chão.

Calço os meus chinelos e visto o robe. Saio do quarto e espreito na casa de banho. Nada! Absolutamente nada! Onde raio andas?

Chego à cozinha e vejo ainda a tua mala em cima da mesa. Nunca sairias para lado nenhum sem ela. E tu também não estás na cozinha…

Na sala, espreito para o sofá. Costumavas dormir aqui quando eu ressonava demasiado alto, mas o sofá não tem nada com que se identifique a tua presença. Apenas a Ginger, a tua gatinha, que costuma acordar quando te sente e ela está a dormir profundamente, à espera da tua mão calorosa nas suas costas.

Agora a sério, onde te meteste? Não te estou a encontrar!

– Amor! Onde estás? – Grito

A luz do quarto dos meus filhos acende-se de repente.

– Pai?! Que estás a fazer levantado a estas horas da noite? – Pergunta a minha filha mais velha, esfregando os olhos

– A mãe? Sabes onde ela está? – Digo

A minha filha olha para mim com ar de pena.

– Oh meu querido pai! – Diz ela abraçando-me – Outra vez? Tens de parar com isso! Bem sabes o que aconteceu!

– Mas eu não sei o que aconteceu! – Grito bem alto

De repente, lembro-me. O pesadelo. Não era um pesadelo! Era real!

Nesse pesadelo, eu acordava a sentir uma brisa fria e gélida vinda da janela do nosso quarto. Tu estavas a olhar pela janela.

– O que estás a fazer? – Perguntava

– Nate! Eu estou cansada! – Dizia ela

– Do quê? Anda dormir! – Dizia eu

– Eu estou cansada de viver! Estou cansada de viver assim! Com esta porcaria de doença! – Continuava ela

– Estás a dormir em pé, vem para a cama! – Sussurrava preocupado

– Tu não estás a perceber Nate! Eu estou bem acordada! Só não consigo continuar a viver assim! Quero ver-me livre disto! Quero… morrer! Percebes Nate? – Explicava ela

Levantava-me e punha-lhe a mão no ombro.

– Sabes que não podes fazer isso! E as nossas filhas? E a Ginger? E … e eu! – Dizia com as lágrimas nos olhos

– Eu nunca me esquecerei de vocês! Eu estarei sempre convosco! Só quero um pouco de descanso! – Sussurrava ela

– Mas e as nossas filhas? Elas não vão ser as mesmas sem ti por perto! – Tentava parar com aquilo

– Eu já lhes dei um beijo antes de decidir isto! Estou pronta! – Dizia ela, continuando a olhar pela janela

– Não podes fazer isso! – Gritava

– Adeus Nate! – Disse ela, beijando-me a bochecha

– Não! Não! Emily! – Gritava

Por fim, ela atirava-se da janela e eu corria pra a estrada. E encontrava-a morta. E a cor do seu rosto a desvanecer-se.

Volto à realidade.

– Não! – Gritava – Não é verdade! A tua mãe nunca se suicidaria!

– Pai! – Gritou ela também – Calma! Já passou! A mãe está aqui contigo!

assinatura-jj

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL