Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

22
Mai16

O pavão

João Jesus e Luís Jesus

Naquela época em que os animais falavam, existia um pavão.

O pavão era um animal muito belo e muito vaidoso. Por onde passava gabava-se da sua beleza. Via o seu rosto na água, nos espelhos e até em gotas de mel. Ninguém gostava dele por ele ser muito convencido.

Um dia, o pavão visitou uma aldeia de ratos. Os ratos eram muito feios, por isso o pavão fez pouco deles. Irritados, os ratos fingiram-se de acolhedores e de que não estavam zangados, ofereceram-lhe uma cama para dormir e alguma comida. O pavão agradeceu e comeu uma comida que os ratos lhe deram. Essa comida tinha um pó para adormecer e o pavão adormeceu rapidamente. Zangados, os ratos fizeram um plano. Iam até à cama do pavão e arrancavam-lhe as penas, uma a uma. Então puseram mãos à obra.

De manhã, o pavão acordou como em todos os outros dias, mas achou que estava mais frio do que o habitual. Julgando que era impressão sua, o pavão foi bebericar um pouco de água. Quando chegou à fonte de água, o pavão viu o seu reflexo na água e deu um grito de medo! Ele estava sem uma pena! Os ratos riram-se e explicaram-lhe o porquê daquilo. Cheio de vergonha, o pavão fugiu dali e parou numa casinha feita de palha. Bateu à porta e saiu de lá uma chinchila. Esta perguntou-lhe o que queria e o pavão disse que queria um abrigo. A chinchila aceitou o seu pedido e deu-lhe uma tigela de arroz para o pavão comer. Dentro de casa, o pavão revelou que a chinchila era muito feia, por causa das suas orelhas grandes. A sábia chinchila explicou-lhe que ele também não estava em muito bom aspeto e que a beleza não importa. O pavão ficou indignado, porque ele achava que a beleza era o mais importante numa pessoa.

Como pensava que a chinchila era maluca, o pavão resolveu não lhe ligar nenhuma. Mesmo assim, a chinchila não perdeu o ânimo e continuou a falar das suas aventuras e das lições que tinha aprendido. Com aquele aborrecimento, o pavão adormeceu.

Na manhã seguinte, a chinchila pediu ao pavão se este lhe podia apanhar algumas uvas que havia num campo perto da sua casa. O pavão lá foi e começou a colher as uvas. Sem se aperceber, o pavão caiu numa armadilha feita pelos lobos. Então começou a piar bem alto. Até que ouviu passos e viu no cimo do buraco um tigre desdentado e muito doente que lhe estendeu a pata. Repugnado, o pavão não aceitou. Ele era muito feio para o ajudar. O tigre insistiu tentar ajudá-lo, mas o pavão recusou. Então o tigre desistiu e resolveu ficar de guarda para ver se nenhum lobo se aproximava do pavão e se alguém o podia ajudar. Passaram-se horas e horas e o pavão começava a ficar com fome. Pensou e pensou se realmente o tigre o podia ajudar e finalmente aceitou a ajuda do tigre. O tigre tirou o pavão da armadilha e levou-o de novo para a casa da chinchila. Aí a chinchila revelou que aquilo tinha sido um plano seu para ensinar ao pavão que a beleza não importava e que o que importa é sermos bons. O pavão entendeu a lição e então agradeceu a ajuda à amiga.

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL