Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

28
Ago17

"Doentes" - Capítulo IX

João Jesus e Luís Jesus

7b4453409f916b34832bfabdbe9792ea.jpg

 - Para o jipe! - Grita o Sam

Começamos a correr para o jipe. Ouvem-se mais rugidos atrás de nós, são muitos!

- Ahhhh! - Ouve-se um grito estridente

Olho para trás e vejo a Doninha no chão e um Infetado está a chegar perto dela.

- Não Dylan! Temos de continuar! - Grita o Sam, já no jipe

Olho de novo para a Doninha. Ela pode ser traiçoeira, mas não merece morrer assim.

- Não! Dylan! - Grita o Sam

Corro até à Doninha. O Sam e a Heather gritam do jipe. 

- Depressa! - Estendo a mão à Doninha

Ela agarra e corremos de volta ao jipe, mas algo pesado cai por cima de nós. Olho para cima e vejo a criatura mais horrorosa que alguma vez vi. Um homem muito magro, com os ossos todos à mostra, pele cinzenta, dentes pontiagudos e estes quase transparentes. Os seus olhos são brancos e não tem orelhas, apenas umas ranhuras dos dois lados da cabeça.

Tento empurrá-lo, mas ele é muito forte. De repente, ouve-se um estrondo e ele cai no chão.

Ignoro o que aconteceu e corro com a Doninha até ao jipe, enquanto cerca de dez Infetados aparecem no acampamento.

Entramos no jipe e fechamos imediatamente as portas. Olho para o lado e vejo a Rhonda com uma arma enorme na mão.

- Não! - Grito e baixo-me

Ela dispara, mas não para nós. Aquilo cai perto dos Infetados, causando uma explosão e os Infetados começam a gritar, morrendo no chão.

- Fogo. - Sussurro

É isso que os mata! Fogo! Pensava que a Rhonda nos ia matar, mas ela salvou-nos.

O Sam arranca o jipe a alta velocidade.

- Ufa! - Suspiro

A Heather encontra-se ao nosso lado e prega-me um estalo na cara.

- Seu estúpido! - Grita ela - Quase tive um ataque cardíaco por tua causa!

Rio-me um pouco.

- Ao que parece, importas-te comigo. - Digo-lhe

Ela olha seriamente para mim.

- Não brinques, ok? - Diz ela, voltando-se a encostar no banco

- Ui, ui! Isto está mau para estes lados. - Diz a Rhonda com um sorrisinho histérico

A Heather faz-lhe um olhar mortífero. 

- Bem, agora já sabem que somos de confiança! Eu salvei-vos a vida. - Diz a Rhonda orgulhosamente

- Não te ponhas com ideias, Mulher Maravilha. - Diz o Sam

Ficamos calados e a Rhonda começa a dar festinhas à arma.

- Rhonda? - Guincha a Doninha

- Que queres? - Resmunga a Rhonda

Olho para a Doninha. Ela está preocupada com algo. Olho para o seu braço e a camisola dela está com sangue.

- Oh não! A Doninha está infetada! - Grito

A Rhonda olha para ela muito seriamente, um pouco assustada e o Sam para o jipe bruscamente.

- Temos de a matar. - Diz o Sam - Não podemos correr o risco que ela se transforme.

A Doninha começa a mexer-se e a choramingar.

- De certeza que se cortar a zona onde fui mordida, a infeção não se propaga! - Guincha ela

- Sabes bem que não. - Diz o Russel

- Mas...ela...é uma das...das...nossas! - Diz o Gago

A Rhonda olha para a Doninha.

- Tem de ser, Meredith. - Diz a Rhonda com um pouco de pena na voz

A Doninha começa a mexer-se e abre a porta do carro. Ela saí e a Rhonda saí também com ela. Em vez de levar a arma com que matou os Infetados, ela leva uma simples faca.

A Doninha chora e acena-nos. Tenho pena dela e aceno-lhe de volta.

Ela abraça a Rhonda e depois faz um sorriso triste. Por fim, a Rhonda dá-lhe uma facada no pescoço. A Doninha caí no chão, morta.

A Rhonda molha-a com alcoól e incendei-a, para não correr o risco de esta voltar. 

Ela volta a entrar no jipe com os olhos muito brilhantes. 

- Ela era boa pessoa. - Diz ela

O Sam volta a arrancar o jipe. Ficamos muito tempo calados.

- Então, para onde vamos agora? - Pergunta a Heather

- Para Los Fonties, para finalmente conseguirmos a cura. - Informa o Russel

- Ainda bem. - Digo

Passa cerca de uma hora, depois disso. Adormeço no banco.

- Vamos amigão. - Sussurra-me uma voz ao ouvido

Abro os olhos e vejo o Sam com um grande sorriso.

- Chegamos.

 

 

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL

Ranking