Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

05
Jun17

"Aquele Dia de Inverno" - Capítulo III

João Jesus e Luís Jesus
Inverno
Após um longo choro no ombro do Nate, como ele pediu para lhe chamar, saí da esquadra com a Courtney perto das quatro da manhã.
Ela levou-me a casa e decidiu que iria dormir lá também.
- Tens fome? - Pergunta ela com uma chávena de café a escaldar nas mãos
Ela estende-me a chávena e eu aceito rapidamente. Bebo um gole e sinto-me quente.
- Eu vou dormir no sofá. - Diz ela
- Não. - Digo - Dorme na minha cama.
- Mas tu precisas de descansar...
- Dorme na minha cama, faz o que te digo! - Digo-lhe
Ela faz um pequeno sorriso.
- Boa noite. - Diz ela
Não respondo. Isto de certeza não é uma boa noite.
Oiço a Courtney fechar a porta do quarto. Acabo de beber o café. Não me sinto cansada, apenas farta de tudo isto. Os olhares chorosos da Courtney, a pena de todos por mim, uma vida sem o meu marido e os dia na esquadra! Estou farta e ainda é só o primeiro dia!
Ligo a televisão, mas desligo-a depressa. Não estou virada para ouvir o Jimmy Fallon a tagarelar.
"Sabe de alguém que saiu momentos depois do seu marido?", penso na pergunta que o Nate me fez, antes de sair da esquadra.
Não, não sei! Não me lembro! Parece tudo um borrão!
Tento pensar em tudo o que vi, mas não consigo reviver o momento em que o Philiph saiu do restaurante porque se estava a sentir mal.
De repente, lembro-me que vi alguém sair depois do Philiph. Não reconheci, só sei que era um homem. Lembro-me que vestia um blazer salmão e o cabelo era ruivo. Não vejo mesmo quem é!
Coloco um lembrete no telemóvel que tenho de pedir as listas de entrada e saída do restaurante. Aproveito e faço outro que tenho de aparecer na esquadra amanhã para novas notícias.
Tento lembrar-me mais do homem. Tento relembrar-me da cor dos olhos do homem, ou qualquer coisa que me faça reconhecê-lo. Lembro-me que ele tinha olhos negros e não consigo decifrar mais nada.
Pressiono os lados da cabeça. Lembra-te de algo!
Depois de um longo tempo nessa posição, começo a sentir-me pesada e os meus olhos fecham-se.
Estou no restaurante e olho para o lado. O Philiph está aqui!
- Philiph! - Grito de alegria.
Beijo-o na boca e ele começa a deitar sangue.
Grito e começo a pedir ajuda. Ninguém  me ouve.
- Ajuda! Estão surdos? - Grito com as lágrimas nos olhos
- Querida?! - Diz ele surpreso - Preciso de ir lá fora!
- Eu vou contigo. - Grito desesperada e levanto-me
- Não. - Ordena ele - Fica. Eu estou bem.
- Não estás nada! Tu estás a sangrar. - Digo abraçando-o
- Eu já volto.
Ele levanta-se e eu tento levantar-me. Não consigo. Estou presa à cadeira.
- Philiph! Espera! - Grito
Ele não me ouve, então fico quieta à espera que alguém me oiça.
De repente, vejo o homem ruivo a sair atrás dele. Ele tem sangue no blazer.
- Não! - Grito
Ele continua a andar.
Vejo a Courtney levantar-se e sair também atrás do homem ruivo.
- Courtney?! - Grito o mais alto que posso
De repente, desprendo-me da cadeira e corro o mais rápido que posso.
- Philiph! - Grito - Courtney!
Tropeço num corpo. Sei que é o Philiph.
Olho para ele e grito. Ele está branco, estático e... morto!
De repente, ele abre a boca e vomita um olho negro e cabelos ruivos. A mão dele abre-se e vejo a mala da Courtney.
Acordo suada e a gritar. De repente, caio no chão.
Continuo a gritar e a chorar.
- Que se passa? - Grita a Courtney que corre para mim
- Courntey! Oh Courtney. - Digo um pouco rouca
Ela abraça-me.
- Eu estou aqui. - Diz ela
Penso no horrível pesadelo e lembro-me da Courtney a sair do restaurante. Isso foi verdade! Eu lembro-me.
Lembro-me que a Courtney se veio despedir de mim antes de sair.
- Tu! - Digo
Ela abre muito os olhos.
- Eu o quê? - Diz ela surpreendida
- Tu também saíste naquela hora! Tu e o homem ruivo. - Digo - O que é que tu fizeste?
Salto-lhe para cima e começo a puxar-lhe os cabelos.
- Alexis! O que tens? Pára com isso! Não estou a perceber! Ai! - Grita ela, empurrando-me
- Tu saíste do restaurante pouco depois do Philiph sair! Tu... Foste tu que o... que o mataste? - Digo aos soluços
Ela para de respirar por segundos.
- Diz a verdade Courtney! Sempre foste uma grande mentirosa. - Digo-lhe
Ela começa a chorar e eu largo-a automaticamente. Ela levanta-se.
- Como Alexis? Como podes culpar a tua própria irmã? - Diz ela a chorar e agarrando-se ao peito - Eu sou tua irmã, porra! Tens coragem de dizer que estraguei o dia mais feliz da vida da irmã? Eu adoro-te!
Ela cai no chão e começa aos gritos.
- Pensei que confiavas em mim! Eu vim-me embora Alexis! Estava cansada e tu culpas-me de matar o teu marido? Não pensava isso de ti. - Grita ela com a cara vermelha
Pisco os olhos. Estou parva! Como fui capaz de fazer isto. Estou a ficar louca.
- Desculpa Courtney! Tive um mau dia e agora estou a descarregar em ti, a minha confidente, a minha irmã, a minha melhor companhia! - Digo, abraçando a minha irmã - Retiro tudo o que disse. Tu não eras capaz de me fazer isto!
Ela abraça-me com mais força.
- Eu sei que não farias. - Digo - Eu sei.

Calor

4 comentários

Comentar post

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL

Ranking