Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

01
Ago17

"Abraçados"

João Jesus e Luís Jesus

snow-616319_1920.jpg

As lágrimas chegavam a congelar nas suas bochechas. Estava um frio de rachar.

- Não sinto os dedos. - Sussurrou tristemente 

O irmão mais velho fechou os olhos e abraçou-o mais fortemente. Não havia remédio!

- Vais ver que vai passar. - Mentiu-lhe

Então, o mais novo começou a soluçar.

- Bem sabes que não. Posso ter nove anos, mas não sou parvo. - Chorou ele - Existem pessoas mais velhas que são mais parvas que eu.

- Se te estás a referir à mãe; concordo. - Disse amargamente o mais velho - Nem sei o que lhe chamar. Ninguém abandona assim os filhos na estação mais fria do ano.

- O pai ainda é pior. - Resmungou outra vez o mais novo - Quer dizer, ambos nos abandonaram, são os dois uns...uns...

- Monstros. - Completou o outro

Abraçaram-se ainda mais. Queriam apenas sentir um pouco de calor. Apenas um pouco de calor que os deixasse vivos durante aquela noite.

- Fred? - Perguntou o mais novo

- Que foi?

- Achas que vamos morrer? - Disse ele muito baixo

Fred ficou estático. Ambos sabiam o que lhes esperava se ninguém bom os encontrasse.

- Provavelmente. Não vale a pena mentir. - Disse Fred - Ao menos vamos morrer juntos.

O mais novo beijou o irmão na bochecha.

- Ainda bem que vamos morrer juntos. Não conseguiria estar sozinho numa hora destas. - Concluiu 

Fred despenteou o irmão.

- Tu és forte, Alex! Irás conseguir. - Encorajou Fred

Os dois voltaram a abraçar-se.

As suas roupas já estavam quase completamente congeladas. Nada os aquecia.

De repente, Alex começou a tremer muito.

- Oh Fred! Eu não aguento. Estou a congelar. - Disse Alex com uma voz quase inaudível

- Tu aguentas mais um pouco Alex! Espera um pouco. - Gritou-lhe Fred

- Eu espero...só mais um...pouco. - Sussurrou-lhe

Fred conseguiu levantar-se e começou a gritar por socorro.

- Estamos sozinhos e perdidos. Ninguém...ninguém te vai ouvir. - Avisou Alex

Mas Fred não desistiu, continuou a gritar.

Depressa se apercebeu que o irmão tinha razão. Voltou para ele muito rapidamente.

- Não me deixes mano! Nós vamos encontrar alguém. - Fred chorava

De repente, apareceu uma senhora com um grande casaco.

- Oh coitadinhos! - Gritou ela quando os viu

Fred sorriu e caiu no chão gelado, feliz por alguém os ter encontrado.

 

Calor

10 comentários

Comentar post

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL