Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

15
Mai16

A Gertrudes 🐥

João Jesus e Luís Jesus
Era uma vez,  a mamã canário. A mamã canário era uma senhora muito limpinha, cuidada e gostava muito de ajudar as pessoas. Certo dia, a mamã canário teve mais filhinhos, 3 no total. O mais velho era o Zinga, pois ele não parava quieto. O do meio era a Mel, porque as suas penas eram cor de mel e a canária cheirava a um cheiro docinho. O último filhinho também era uma fémea. Chamaram-lhe Gertrudes, mas não sabiam porquê. A avezinha não tinha nada de especial. Porém era muito pequenina e insegura. Tinha medo do vento, do escuro e dos ramos da árvore de sua casa. Os irmãos faziam troça dela, mas ela não ligava ao piar dos irmãos.

Certo dia,  a mamã canário adoeceu gravemente. A mamã tinha apanhado a gripe dos bicos amarelos, que fazia os pássaros enfraquecerem e não conseguiam comer nem falar muito bem. Ainda não se conhecia a cura para aquela doença e podia ser fatal. Assustados, a mamã chamou os três filhos até à sua cama de penas. Lá contou-lhes que estava muito doente e que podia não sobreviver. Então pediu aos filhos que lhe pedissem uma coisa que queriam dela. O Zinga pediu os pequenos sapatos da mãe, para quando voar se lembrar que a mãe também calçara aqueles sapatos. A Mel pediu-lhe o lencinho que ela usava sempre pendurado ao pescoço.  Mas Gertrudes pediu à mãe um colar pequenino feito com as penas da mãe. Todos estranharam com o pedido da pequena Gertrudes. Era uma coisa muito simples! Para não a contrariar, a mãe lá lhe deu um colar feito das suas penas.

Á noite, Gertrudes ouviu a mãe gemer no quarto. Muito apressada foi a correr para ver o que se passava. A mãe piorara. Esta pediu-lhe que partisse dali e fosse em busca de uma flor azul que crescia na montanha. Este era o antídoto para a doença. A Gertrudes prometeu à mãe que voltaria e partiu de casa. Levava uma sacola com um vaso com terra para plantar a flor. Gertrudes sai de casa mas cai no chão. Esqueceu-se que tinha de voar, mas ela ainda não sabia fazer isso. Mas a nossa aventureira não perdeu a esperança e caminhou durante dias. Depois de muitas noites, a Gertrudes chegou ao cume da montanha. Mas não via sinal de flor nenhuma! A canária começou a desesperar até que viu umas pétalas azuis a brilhar. Gertrudes olhou para o lado e viu que lá muito em baixo, nas profundezas da montanha, estava a pequena flor. Gertrudes só chegaria lá a voar. Começou a treinar mas só caía no chão. Mas Gertrudes queria salvar a mãe,  por isso atirou-se abaixo da montanha e bateu as asas. Mas não voava. Gertrudes não perdeu a esperança e então acreditou ainda mais que ia voar. De repente, a passarinha voava! Apanhou a flor e pousou numa pedra. Pôs a flor no vaso e regou-a com um bocado de água.

Gertrudes voou até casa. Chegou muito rapidamente. Os irmãos ficaram muito contente de a ver, porque pensavam que ela estava morta. A canária empurrou-os e correu para a mãe que estava muito fraca. Gertrudes deu-lhe uma pétala da flor azul que a mãe engoliu com dificuldade. De repente, a mãe ficou cheia de energia e saltou da cama. A passarinha tinha conseguido! A mãe agradeceu-lhe e Gertrudes foi lembrada como heroína.

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL