Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Letras Aventureiras | Por João e Luís Jesus

De João Jesus e Luís Jesus, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

08
Dez17

"Soneto Do Amor Total" - Vinicius de Moraes

João Jesus e Luís Jesus

casal-2630022_1920.jpg

 

AMO-TE TANTO, meu amor... não cante 
O humano coração com mais verdade... 
Amo-te como amigo e como amante 
Numa sempre diversa realidade. 

Amo-te afim, de um calmo amor prestante 
E te amo além, presente na saudade 
Amo-te, enfim, como grande liberdade 
Dentro da eternidade e a cada instante. 

Amo-te como um bicho, simplesmente 
De um amor sem mistério e sem virtude 
Com um desejo maciço e permanente 

E de te amar assim, muito e amiúde 
É que um dia em teu corpo, de repente 
Hei-de morrer de amar mais do que pude. 

Vinicius de Moraes, in 'O Operário em Construção' 

30
Nov17

"O Medo de Te Perder" - Ana Ribeiro

João Jesus e Luís Jesus

19113887_1589730027712089_7855888821166402286_n.pn

Todos os dias acordo com medo de te perder, de ficar sem ti. Um medo louco, cego, desconfortável, que parece que se apodera de mim e que me asfixia cá dentro. Medo que o meu mundo acabe por de um momento para o outro já não te ter aqui, junto a mim. O teu corpo, os teus olhos, a tua boca, as tuas mãos, os teus beijos pousados em mim. Simplesmente tu. Olho para ti deitado ao meu lado naquele sofá velho, a cheirar a mofo, do nosso abrigo e não me imagino a viver sem ti. Tu imaginas-te a viver sem mim? Sabias que és parte de mim? 

Os dias. Aqueles nossos longos dias sem tempo. Sem horas. Sem nada. Só eu e tu. Estão cravados na tua pele, em mim. Como sangue a percorrer as minhas veias, como as doces loucuras que já fizemos. Como as palavras que dissemos e as que ficaram por dizer e as que ainda virão. Palavras, letras do que somos.

Olho a janela. O mundo lá fora. A vida. No silêncio de ti. Procuro-te por entre as gotas da chuva, o arco-íris, o teu respirar melódico e melancólico. O infinito. Procuro respostas. Como se perde este medo?

Nunca. A palavra Amor contempla o medo, e tudo o que dele faz parte. Angústias, desilusões, desgostos, ciúmes e traições.

Todos os dias acordo com medo de te perder.

E abraças-me…

 

Texto de Ana Ribeiro, escritora e blogger do blog "Escreviver"

25
Nov17

"Eu Não Sei o Que Dizer"

João Jesus e Luís Jesus

wall-2723530_1920.jpg

Fico apenas encostado à parede, a olhar para ti.

Olho para ti apenas porque não sei o que te dizer. 

Fico calado, quieto, a rezar para que não repares, mas que repares em mim ao mesmo tempo. 

Olho para ti, rodeada de amigos. Como estás tão à vontade com eles.

Olho em volta e ninguém está perto de mim. Alguns acham-me esquisito.

Mexes nos cabelos e sorris. Fico deslumbrado com o teu sorriso.

Mas tu lá continuas, sem reparar ou a fingir não reparar em mim. Mas não me importo, quero apenas desfrutar da tua existência.

Fico feliz por estares feliz, porque eu fico igual assim que te vejo. 

És a prova que a perfeição na Terra existe. Queria apenas um dia, ver as tuas feições e os teus mistérios de mais perto.

Mas continuou parado, encostado à parede, porque não sei o que dizer.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

19
Nov17

"Leva-me Para Onde Quiseres"

João Jesus e Luís Jesus

airplane-2037961_1920.jpg

 Quero fugir contigo.

Quero sair daqui, quero viajar e sonhar com os sítios mais belos e longínquos.

Leva-me para onde tu quiseres. Não quero saber para onde vamos, apenas que vou contigo e que iremos sair daqui em breve.

Quero conhecer novas coisas. Quero explorar novas culturas. Quero ficar contigo.

Também quero sair deste sítio por algum tempo. Por vezes uma mudança pode mudar tudo para melhor. E eu tenho a certeza que vai ser muito melhor.

Quero passar tempo contigo. Quero perder o voo, passar horas contigo à espera de um novo.

Quero ficar preso no trânsito, quero que haja uma tempestade para ficarmos presos um perto do outro. Quero estar perto de, no sítio onde quiseres.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

16
Nov17

"Aconchego"

João Jesus e Luís Jesus

lcarticle_winterwarmup.jpg

 Atirou mais um pedaço de lenha para a lareira.

As chamas elevaram-se e saltaram pequenas fagulhas, que lhe lembrou pirilampos.

Sorriu e apertou-se contra si. Estava bem. Estava tudo perfeito!

O calor batia-lhe na cara, sentia as bochechas queimarem, mas sentia-se bem. O calor tranquilizava-o. 

- Estás aqui. - Suspirou a sua mãe

Esta sentou-se no pequeno escano de madeira dura. 

- Hmm! Sabe mesmo bem este calor. - Suspirou de novo

Continuou a olhar para a lareira. As chamas hipnotizavam-no e via as fagulhas saltarem de um lado para o outro como lindas fadas.

- Chega-te para aqui, minha riqueza. - Sussurrou-lhe

Automaticamente, deitou-se e colocou a cabeça no colo da mãe. Esta dava-lhe festinhas na cabeça, muito devagarinho, como lhe costumava fazer em criança.

Sorriu e fechou os olhos.

- Aqui está mesmo quentinho. - Disse ele

- Pois está. - Concordou a mãe

Com as festinhas na cabeça, o calor da lareira e o prazer de estar com a sua mãe, não parecia haver nenhum problema. 

Abriu os olhos de novo. Viu uma chama a subir e a descer. 

Fechou os olhos e adormeceu.

 

20916630_852581441564418_1179582757_n.png

Mais sobre nós

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

João Jesus

Chamo-me João Jesus. Sou escritor e blogger! Sou português e habito num concelho do distrito de Vila Real! A leitura, a escrita e o filme são as minhas grandes paixões.

letrasaventureiras@sapo.pt

Luís Jesus

Chamo-me Luís Jesus. Sou ilustrador e blogger. Adoro ilustração e tecnologia. Apesar de ser ainda novo, o meu sonho é licenciar-me em engenharia informática e visitar países como a Austrália, Singapura, China e EUA.

letrasaventureiras@sapo.pt

Direitos de Autor

Plágio é CRIME! Não me importo que utilizem os meus textos desde que os identifiquem com o nome pelo qual os escrevo ou o link do blogue. As fotografias que utilizo são retiradas da internet, no entanto, se houver alguma fotografia com direitos de autor: estes não serão esquecidos. Obrigada!

Autora do Banner

DESIGNED BY JOANA ISABEL